Home > Ciência e Saúde > Pediatria do Huse alerta sobre acidentes domésticos

Pediatria do Huse alerta sobre acidentes domésticos

O período das férias escolares é a época em que os cuidados com os pequenos precisam ser redobrados. Eles são vítimas de queda, intoxicação, queimaduras, ingestão de corpo estranho e até afogamento. A atenção dos pais é muito importante para evitar que algum acidente aconteça. A Unidade Pediátrica Doutor José Machado de Souza realizou 25.424 atendimentos no ano passado. A unidade funciona 24 horas por dia e dispõe de recursos científicos, técnicos, equipamentos e materiais específicos à assistência integral a crianças de zero à 12 anos.

O serviço conta com 45 leitos para enfermarias e 10 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A capacidade de atendimento é de 68 vagas no Pronto Socorro. Atualmente, a Unidade Pediátrica do Huse conta com uma equipe composta por 450 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, entre outros.

A Pediatria do Huse é a única de Sergipe referência nos atendimentos de alta complexidade. O setor trabalha no regime de porta aberta de acordo com o que preconiza o Ministério da Saúde e oferta especialidades médicas como: nefrologia pediátrica, cardiologia pediátrica, gastroenterologia pediátrica, entre outros.

A dona de casa Aparecida Lima, 33 anos, levou um grande susto quando viu seu filho G.L, 8 anos, com o nariz sangrando. “Enquanto brincava, o menino se esbarrou com outro coleguinha, com muita força. No final, fui buscar atendimento no Huse para exames”, recordou.

“É muito importante que os pais não descuidem dos pequenos, principalmente os que estão aprendendo a caminhar. Eles querem descobrir tudo. É fundamental redobrar a atenção e sugerir alternativas mais tranquilas como leitura, televisão e jogos educativos é uma boa dica”, afirmou a coordenadora da Pediatria do Huse, Cristiane Barreto.

Prevenção

Supervisionar as brincadeiras e sempre estar alerta para os objetos e materiais que possam oferecer risco às crianças são formas de prevenir que acidentes mais graves aconteçam. A época mais comum dos acidentes domésticos já inicia quando a criança começa a dar os seus primeiros passinhos e descobre o mundo que está ao redor.

Férias no verão são sinônimos de praia e piscina. Os cuidados devem ser tomados para evitar exposição a raios solares. Por isso, algumas regras devem ser obedecidas para que as férias não acabem mais cedo. “Usar um bom filtro solar com fator de proteção adequado, exposição ao sol no início da manhã e final da tarde, roupas e chapéu de proteção e, o mais importante, a hidratação a todo instante com água, sucos naturais ou água de coco e uma alimentação saudável com muita fruta e verdura”, explicou o diretor Clínico do Huse, Marcos Kroger.

Ele relata também que o retorno das férias para o início das aulas também merece atenção e muito cuidado. “O grande risco para o pré-escolar e o escolar até 12 anos é o atropelamento. Tem que cuidar muito e ter atenção na volta às aulas. Algumas crianças vão para escola, voltam a andar nas ruas, muitas vão sozinhas. A impossibilidade física gera a ocorrência do trânsito, que é o atropelamento”, informou o diretor clínico.

 

Fonte: ASN





Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve cadastrar seus dados e aguardar moderação. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.