Home > Destaques > Mais de 2 milhões de sergipanos serão beneficiados com sistema de radiocomunicação digital

Mais de 2 milhões de sergipanos serão beneficiados com sistema de radiocomunicação digital

Em um país com a extensão territorial do Brasil, é difícil pensar em um modelo de comunicação digital que se estenda do Oiapoque ao Chuí. As dificuldades logísticas do projeto dificultam, para não dizer impossibilitam, um salto na tecnologia da comunicação nacional. Entretanto, Sergipe, menor Estado do país, é pioneiro em implantar em toda sua extensão territorial o sistema digital de rádio comunicação que começa a vigorar a partir desta segunda-feira, 07.

O investimento para implantação, feita pelo governo estadual, ultrapassa a cifra dos R$ 24 milhões, objetivando reestruturar o Parque Tecnológico de Comunicação Digital da SSP. Em 2009, Sergipe recebeu o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), órgão que centralizou todo o atendimento à população sergipana num só local, coordenando as ações das Polícias Militar e Civil, incluindo a Polícia Técnica e o Corpo de Bombeiros.

Agora em 2016, Sergipe dá um novo salto em sua comunicação e implanta um sistema mais seguro que efetivamente proprorcionará uma maior qualidade na troca de informações entre as equipes e mais rapidez no atendimento à população, em resposta imediata às ocorrências.

Para o secretário de Segurança Pública, João Batista Santos Junior, o projeto tem grande importância estratégica. “Este é, sem dúvida, o maior projeto que temos em andamento na secretaria. O dinheiro prospectado junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública do Minsitério da Justiça (Senasp/MJ) veio suprimir um dos maiores gargalos na área de segurança pública que tínhamos – a comunicação”, comenta.

O secretário ainda relata como o sistema é operado atualmente. “Hoje, a comunicação durante uma operação da Polícia Civil, por exemplo, é realizada basicamente por meio de aparelhos celulares, sistema limitado não só pela área de cobertura, como por apenas estabelecer conexão entre duas pessoas, em uma ação que tem no mínimo 10 policiais envolvidos. Com a comunicação digital, vamos revolucionar as comunicações melhorando tempo/resposta de todas unidades. Não tenho dúvida que este é o maior avanço tecnológico/operacional ocorrido na segurança pública de Sergipe”, destaca.

Entenda o sistema

Desde 2009, o Ciosp atende as ligações, cadastra e encaminha para que cada força policial tome as devidas providências. Esse encaminhamento é feito através do rádio, em um sistema analógico que permite a comunicação entre os despachantes do Ciosp e as viaturas que estão patrulhando na rua.

No sistema analógico, porém, há possibilidade de falhas e/ou ruídos na comunicação, o que permite que a polícia copie mensagens de radio taxi e vice-versa, como exemplifica o superintendente executivo da Secretaria da Segurança Pública, coronel Andrade. “O novo modelo encerra essa possibilidade e dá às instituições que compõem a segurança pública no Estado, plena segurança da informação, protegida por um sistema de criptografia que impede a interceptação das mensagens por terceiros”, esclarece.

Além da segurança, a velocidade com que a informação chega ao operador é mais rápida. Hoje, quando um morador do interior sergipano liga para o 190, a ligação cai no batalhão de área, que deverá contactar a companhia ou destacamento local, e a partir daí acionar a viatura. “Com o novo sistema, o telefonema do povoado mais distante do Estado cai em nossa central do Ciosp que acionará a viatura de área mais próxima”, esclarece o superintendente.

Com isso, o atendimento que antes abrangia a população de Aracaju e Grande Aracaju, abarcada nos municípios de Nossa Senhora do Socorro, Barra dos Coqueiros e São Cristóvão, agora se estende por todos os 75 municípios do Estado.

Estrutura

Para a implantação no Estado, foi realizado um estudo com base nas Estações Rádio Bases (ERB) estabelecendo uma análise entre a localização das torres e a respectiva área de cobertura. O resultado desse estudo é a colocação de três torres no Morro do Urubu, zona Norte de Aracaju; no Ciosp, situado na avenida Maranhão, também em Aracaju; e na Serra de Itabaiana. Somente essas três torres já cobrem a comunicação em 70% de Sergipe.

A da Serra de Itabaiana, por sinal, é a única que transmitirá o sistema por meio de energia limpa. “Como o sistema da distribuidora de energia estadual não tem alcance para gerar a energia onde a torre está localizada, ela será, por enquanto, a única autossuficiente que será abastecida por energia solar e eólica”, detalha o superintendente executivo.

Outras 12 localidades receberão ERB’s , entre elas os municípios de Canindé do São Francisco, Simão Dias, Indiaroba, Carmópolis, Japoatã, Amparo do São Francisco, Porto da Folha e Nossa Senhora da Glória.

Além das 15 estações rádio base integradas ao Ciosp, haverá 389 terminais fixos e 971 terminais veiculares com localização GPS. Os terminais veiculares serão instalados na frota estadual quase em sua totalidade, que hoje ultrapassa pouco mais de mil veículos.

O sistema ainda conta com 1.659 terminais portáteis, os conhecidos HT’s e 15 consoles de despacho. O console é manuseado pelos despachantes de ocorrência, servidores públicos que encaminham as informações recebidas pelos atendentes aos policiais, bombeiros e servidores da Cogerp.

Treinamento

No total, quase 600 operadores de segurança pública foram treinados para manusear os equipamentos. Sendo 50, aptos a manusear os consoles de despacho, localizados no Ciosp; 500, terão instruções sobre como operar os terminais veiculares e portáteis; e 30 para manutenção operacional do sistema.

Fonte: SSP/SE





Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve cadastrar seus dados e aguardar moderação. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.