Home > Empresas > General Electric anuncia contrato para construção da Termoelétrica Porto de Sergipe

General Electric anuncia contrato para construção da Termoelétrica Porto de Sergipe

Matéria do Valor Econômico, publicada no início nesta quinta-feira, 27, noticia que a multinacional americana General Electric (GE) fechou um contrato de US$ 900 milhões (equivalente a R$ 2,8 bilhões, considerando o câmbio de ontem) para o projeto da Usina Termoelétrica (UTE) Porto de Sergipe, que será a maior usina a gás natural da América Latina.

Para o Valor Econômico, a informação foi dada pelo presidente da GE para a América Latina, Rafael Santana, em entrevista exclusiva. De acordo com a publicação, o anúncio deve ser feito hoje ao mercado.

“O negócio envolve todos os equipamentos necessários para a construção da usina, desde as turbinas até as máquinas envolvidas nas obras civis, passando pelos sistemas de integração e monitoramento digitais. A empresa ainda fará a montagem e instalação dos equipamentos”, publicou O Valor.

O investimento em Sergipe também foi matéria na edição americana do site da maior agência internacional de notícias, Reuters, a qual ressalta que o contrato possibilitará a construção da central energética de gás natural, que produzirá 1.500 megawatts de energia.

De acordo com a Reuters, o contrato com a Centrais Elétricas de Sergipe SA – Celse (composta pela Golar e a empresa brasileira eBrasil Energia Ltda) marca a primeira venda de geradores de energia da GE junto com a tecnologia de recuperação de calor do gerador de vapor e sistema de transmissão que adquiriu da Alstom no ano passado.

“A planta irá incluir três turbinas H-Class da GE, com eficiência de mais de 62%. Ele irá utilizar gás natural liquefeito (GNL) fornecido pela Exxon Mobil Corp (XOM.N) e entregues através da instalação de uma unidade flutuante de armazenamento e regaseificação, que será construída como parte do projeto”, informou a Reuters.

Para o assessor especial do governo para Políticas de Desenvolvimento, Oliveira Júnior, o anúncio do contrato é um importante passo na primeira etapa de construção da usina. “Significa que as providências para a concretização do Porto de Sergipe estão em passos largos. O impacto gerado pelo montante, o volume do investimento e a tradição da empresa contratada para viabilizar a usina demonstram a grandiosidade desse projeto. A GE é líder mundial de energia e será responsável por todo projeto, turnkey, isso envolve o fornecimento dos componentes de geração elétrica, mas também montagem, instalação e tecnologia até que esteja pronta para operar. O fato desse projeto ser executado por uma empresa líder mundial comprova a relevância do investimento”, reforçou.

Porto de Sergipe

Em setembro deste ano, o governador Jackson Barreto, o presidente da GG Power – joint venture formada pela britânica LNG Power Limited, uma subsidiária da Golar LNG Limited e a GenPower Participações S.A. -, Marcos Grecco e demais investidores lançaram, por meio da Celse, a pedra fundamental da Usina Termoelétrica (UTE) Porto de Sergipe , primeiro projeto, entre os demais previstos para o Complexo de Geração de Energia Governador Marcelo Déda.  Esse é o maior investimento privado já realizado em Sergipe, orçado em R$ 5 bilhões. A previsão é que as obras durem 36 meses, gerando 1.700 empregos diretos e indiretos neste período, para estar em plena operação em janeiro de 2020.

A Porto de Sergipe terá capacidade para produzir 1,5 mil megawatts (MW) de energia, com taxa de eficiência de 62,22%. Quando em funcionamento, e energia gerada pela usina deverá ser suficiente para atender 15% da demanda do Nordeste, segundo informação da GE para o Valor.

Já o complexo Complexo de Geração de Energia Governador Marcelo Déda, que prevê a implantação de mais duas usinas de geração termoelétrica: UTE Marcelo Déda e UTE Laranjeiras, poderá gerar até 3 mil megawatts de energia.

As UTEs Marcelo Déda e Laranjeiras serão ofertadas nos próximos leilões de energia realizados pela Agência Nacional de energia Elétrica (Aneel) e pela estatal Empresa Brasileira de Pesquisa Energética (EPE). O complexo já possui licença prévia, expedida pela Adema, para instalação.

e3c4199f3c407e8945ad8021909fc74f

Fonte: ASN

Imagem: GG Power





Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve cadastrar seus dados e aguardar moderação. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.